Foto: Divulgação

Prato de cerâmica marajoara (Foto: Divulgação)

Os participantes do 23º Encontro Anual da Compós serão recebidos com um pouco da cultura e da história da Amazônia em forma de artesanato. No dia 27, o hall de Feiras e Eventos da Estação das Docas, local de realização do seminário internacional com Nick Couldry e da Abertura Oficial do Encontro, recebe a exposição Cerâmica Marajoara, com peças de Levi Cardoso e do mestre Rosemiro.

Vasos, urnas, estatuetas. Tudo faz parte do que caracteriza essa cerâmica, originária do Arquipélago do Marajó, zona de mais de 50 mil metros quadrados localizada na foz do rio Amazonas e composta por cerca de 2.500 ilhas. Essa cerâmica começou a se tornar mundialmente conhecida a partir de 1871, com os estudos do pesquisador Charles Frederick Hartt, que publicou o artigo The ancient indian pottery of Marajo no periódico The American Naturalist.

Atualmente, há peças de cerâmica marajoara em diversos museus do estado, como o Museu Paraense Emílio Goeldi, dono do maior acervo, e o Museu do Marajó, localizado no município de Cachoeira do Arari. Mas a produção continua até hoje em lugares como o distrito de Icoaraci e no próprio Marajó. Na exposição, ceramistas farão demonstrações de como é o processo de produção dessas peças da cerâmica marajoara.

A exposição fica disponível das 8h às 23h. Aproveite para conhecer essa face da cultura amazônica, que foi a inspiração para a identidade visual do Compós 2014. A idealização e programação visual é da Acquerello Design e a cenografia e montagem, da Arte RP.

 

Vejas as fotos da exposição (clique para ver em tamanho maior):

Serviço:

Exposição CERÂMICA MARAJOARA
Local: Estação das Docas – Hall de Feiras e Eventos
Dia: 27 de maio de 2014 – das 8h às 23h