No Pará, segundo maior estado do país em extensão territorial, o visitante tem muito chão para percorrer e bons lugares para visitar. No quesito praias, há as de água doce – formadas por rios –, as banhadas pelo mar e aquelas em que rio e mar se misturam. Nem tão longe de Belém assim, dá para explorar alguns municípios, ilhas e distritos interessantes para quem procura um roteiro para além da capital.

Marajó

Cena do Marajó (Foto: Adriana Vilhena/Paratur)

Cena do Marajó (Foto: Adriana Vilhena/Paratur)

Aventura, passeios ecológicos, fauna e flora exuberantes. A Ilha do Marajó, que na verdade não é uma ilha, mas um arquipélago, encanta pelas belas paisagens e pela cultura local. A culinária, o artesanato e os elementos naturais configuram uma experiência exótica aos visitantes que apreciam tanto a tranquilidade quanto a adrenalina. Para quem busca descanso, o contato com a natureza é um dos pontos principais deste passeio. No entanto, a adrenalina é garantida aos mais radicais, por meio de trilhas, jangadas pela pororoca e a proximidade com animais da selva, entre eles, o búfalo, que é um dos símbolos da cultura marajoara. Para chegar lá, é preciso ir de barco.

Mosqueiro

A ilha de Mosqueiro é composta por 17 quilômetros de praias de água doce e com movimento da maré. Não se espante ao ver ondas nas praias de rio de lá. Embora seja distrito de Belém, o tempo de viagem da capital para Mosqueiro é de cerca de 1h. A beleza do local atrai muitos visitantes. O ambiente destaca-se por suas pousadas próximas aos rios, pela diversidade da culinária, pelas igrejas e feiras de artesanato. Vale provar as famosas tapiocas da Vila.

Praia do Maraú, em Mosqueiro (Foto: Heden Franco/Paratur)

Praia do Maraú, em Mosqueiro (Foto: Heden Franco/Paratur)

Vigia

Pouco mais de 99 quilômetros distanciam a cidade de Vigia de Nazaré da capital Belém. A Vigia é conhecida como “Cidade dos igarapés” e “Atenas paraense”, por conta dos banhos em igarapés como o da Rocinha e Santa Rosa e também pela referência cultural e artística. É de lá um dos melhores carnavais do estado. Mas Vigia é cidade antiga e guarda preciosidades, como a Capela do Senhor dos Passos, a chamada Igreja de Pedra.

Icoaraci / Cotijuba

As grandes atrações de Icoaraci são a orla banhada pela Baia de Guajará e a praia do Cruzeiro. A “Vila Sorriso” é caracterizada pela forte presença do artesanato marajoara, sendo também um polo gastronômico do Pará. É um bom lugar para ir apreciar o pôr-do-sol. A partir do trapiche de Icoaraci, em 45 minutos, pelo valor de R$ 5, os turistas podem conhecer a ilha de Cotijuba. São 15 quilômetros de praias de água doce e morna na confluência das baías do Marajó e do Guajará. A praia Vai-quem-quer está entre as favoritas.

Abaetetuba

Abaeté, como é carinhosamente chamado o município de Abaetetuba, é a capital do miriti, fibra leve de uma palmeira da região usada para a confecção de brinquedos. Um dos retratos mais simbólicos da cidade é o seu artesanato. Há manifestações culturais, folclóricas, juninas. Para chegar lá, saindo da capital, percorre-se cerca de 103 quilômetros.

Barcarena

Para quem for à cidade de Barcarena, a 87 quilômetros de Belém, vale conhecer a Casa da Árvore do Samaúma Park Hotel. O empreendimento conta com chalés, apartamentos, piscina, espaço de jogos e um bar/restaurante, localizado em frente à praia do Caripi. A cidade tem ainda outras praias, como Sirituba, Cuipiranga e Itupanema. O Horto Botânico, reserva natural e terceiro maior acervo de palmeiras do país, coordenado pela empresa de mineração Albras, também é boa pedida em Barcarena.

Orla do Maçarico, em Salinas (Foto: Jean Barbosa/Paratur)

Orla do Maçarico, em Salinas (Foto: Jean Barbosa/Paratur)

Salinas

Salinópolis é uma ótima dica para aqueles que são apaixonados por praias. Um tom paradisíaco se adequa ao local a partir do encontro de sol, areia e água salgada em abundância. No verão, Salinas, como o município é conhecido popularmente, é um dos locais mais procurados por conta do agito e o clima de férias que desperta. Lá o visitante tem a oportunidade de passear por dunas, fazer rally e outras atividades radicais. Entre as praias mais famosas estão a do Atalaia, do Farol Velho e do Maçarico.

Bragança

Ajuruteua, Tracuateua, Grilo e Vila são apenas algumas das praias encontradas nos arredores do município de Bragança. As praias são um grande atrativo para quem busca tranquilidade em seus passeios. Bragança é bastante conhecida pela diversidade natural e por seus manguezais. A festa da Marujada, em dezembro, movimenta a cidade com o louvor a São Benedito e muito dança ao som de xote bragantino e retumbão.

 

Ewelin Gamelas e Andreza Alves